Tradutor

sábado, 29 de dezembro de 2012

ESBOÇO da Mensagem: "F" O Detalhe que faz a diferença


Tema: “F”: O DETALHE QUE FAZ A DIFERENÇA
(Mensagem de Natal) - 25/12/2012            Jo 1.11
F” – Fé é o meio para compreendermos o Ato do nascimento de Cristo.
·                   FATO: É algo que ocorre independente da vontade humana. Aquilo que realmente existe, que é real.
·                   ATO: (Ética) Acontecimento que decorre de um ser dotado de vontade, que por ele se responsabiliza livre e conscientemente.
Virar as costas” para compreender o verdadeiro sentido do Natal, não altera o fato; mas pode nos impedir de compreender o ato.

»» O verdadeiro Natal não é um intervalo de tempo, para apologia e práticas de consumo. (Não é a festa do Pai Natal e sua matilha). Não começou no Polo norte.
·                   A cidade de Belém recebia a honra do cumprimento da profecia de Miquéias (Mq 5.2). (Não foi Babilônia, Não foi Roma, Não foi Éfeso, muito menos Jerusalém)
»» Não é uma festa material. É uma celebração espiritual.
»» Não é preciso exaurir as enciclopédias ou a internet. Basta apenas ler as escrituras como Ele mesmo disse:Examinai as Escrituras, porque vós cuidais ter nelas a vida eterna, e são elas que de mim testificam” (Jo 5.39)
·                    Lc 2.10,11O nascimento de Cristo foi algo tão grande, que Deus enviou um anjo para testemunhar: Não temais... trago novas de grande alegria [...] nasceu hoje o Salvador, que é Cristo, o Senhor.
·                    Mt 2.1,11Magos oriundos do Iraque. Representam a astrologia e a magia se curvando diante de Cristo. (eles não eram reis, e muito menos a bíblia diz que eram três).
·                    O ATO DA CRIAÇÃO: Todas as coisas foram feitas por ele, e sem ele nada do que foi feito se fez (Jo 1.3). Negar este fato (criação da terra), resultante do ato (vontade de Deus estabelecida) é atestar contra a própria inteligência.
·                    O ATO DA ENCARNAÇÃO: é resultante da expressão do pensamento de Deus. (A pré-existência de Cristo é um fato inegável – Jo 1.1,2)
·                    O ATO DA SALVAÇÃO: (proporciona o direito de escolha). O maior desafio não é o fato da “luz” (Cristo) brilhar nas trevas (Jo 1.5), mesmo quando Herodes tentou apaga-la. (Mt 2.13,14).Mas o ato de sairmos das trevas para a maravilhosa luz.

Fatos e atos que motivaram o nascimento (encarnação) de Cristo:
1. A QUEDA DO HOMEM (Isto é um fato, crendo ou não)
·                   Gn 3.15Mas a restauração do homem caído dependia de um homem sem pecados (Este ato exigiu a encarnação do Filho de Deus) – Não foi apenas um fenômeno físico, mas um “acidente” espiritual (Rm 3.23)
»» Gl 4.4,5 – “Mas vindo a plenitude dos tempos, Deus enviou seu Filho, nascido de mulher, nascido sob a lei, para remir os que estavam debaixo da lei, a fim de recebermos a adoção de filhos”.

2. A NECESSIDADE DE UM GRANDE PROFETA QUE SE FIZESSE OUVIR (Era um fato)
·                   Dt 18.15Este profeta foi profetizado por Moisés.
·                   Dt 18.18Cumprir o ato advindo deste fato, exigiria uma entrega total do Filho, para falar toda a Palavra procedida do Pai. (Jo 12.49 – “O Pai que me enviou, ele me deu um mandamento sobre o que hei de dizer e sobre o que hei de falar”)
·                   Jo 15.7 – Se compreendermos este ato, poderemos pedir tudo que quisermos, e nos será feito. “Se estiverdes em mim, e as minhas palavras estiverem em vós, pedireis tudo [...]

3. O DESEJO DE DEUS EM RESGATAR O HOMEM CAÍDO
·                   Is 7.14O “sinal” da virgem conceber era um fato. Emanuel (Deus connosco) é o ato.
·                   Is 9.1,2Naftali e Zebulon, foram as duas províncias despovoadas por Tiglate-Pileser, rei da Assíria (2 Rs 15.29). Isto foi um fato.
»» O “Caminho do mar”, além do Jordão, na Galiléia dos gentios, ser tornar glorioso é um ato (A presença do Filho por aquelas terras: A luz “dissipando” as trevas).
·                   Is 9.6O nascimento de Cristo foi um fato QUE INFLUENCIOU ATÉ O CALENDÁRIO. Compreender a “concepção” e a “encarnação”, exigia um ato, que somente pode ser concretizado pela submissão ao Espírito Santo (Lc 1.34,35,38)
·                   Jo 1.14O fato informa: “Deus se fez carne e habitou (tabernaculou) entre nós”. O ato revela o “preço” desta decisão.
·                   Fp 2.5-7 – “De sorte que haja em vós o mesmo sentimento que houve também em Cristo Jesus, que sendo em forma de Deus, não teve por usurpação ser igual a Deus. Mas aniquilou-se a si mesmo, tomando a forma de servo, fazendo semelhante aos homens”.
·                   1 Jo 4.2,3 – Compreender o ato exige confissão de que Jesus veio em carne.

** Não é suficiente ter bons pensamentos, praticar boas ações nesta época do ano. É preciso demonstrar em atos corretos o significado do fato do nascimento de Cristo
·                   Jo 1.12 – Quem recebe o filho e crê no seu nome tem a oportunidade de serem feitos filhos de Deus.
·                   Jo 1.13 – Quem compreende o fato, e demonstra em atos, nasce de novo, não do sangue, nem da vontade da varão, mas de Deus.
·                   Compreender o fato do nascimento de Cristo, nos ajuda a viver o ato desta tão grande obra.
·                   Hb 3.12 – “Porque nos tornamos participantes de Cristo, se retivermos firmemente o princípio da nossa confiança até fim”. E não apenas no dia 25 de dezembro.






O plano de Deus vai até o final. Deus te abençoe e guarde.

Sem comentários :

Assembleia de Deus "Ministério Missão aos Povos"

Assembleia de Deus "Ministério Missão aos Povos"

Pr. Cézar Carrijo e Missª Gláucia Carrijo

Pr. Cézar Carrijo e Missª Gláucia Carrijo

Mensagens populares

Me esforço para parecer com Jesus