Tradutor

quarta-feira, 8 de junho de 2016

Incêndio no Líbano


Tema: INCENDIO NO LÍBANO 

                                                                                   Zc 11.1-3 

Curiosidade sobre o Líbano: hb. Branco. Seus picos permanecem cobertos de neve ou porque são são rochas calcárias e brancas. Duas cordilheiras paralelas entre si e também ao Mediterrâneo. Há um vale de 12 km de largura entre elas; inclusive o Vale do Jordão começa aí. A Bandeira do Libano porta um cedro, símbolo da Força e da Imortalidade. 

 Os “dias finais” representam uma ameaça ao Líbano e às suas riquezas. (Jo 1.11 - Israel rejeitou) Rm 11.21 - “Se Deus não poupou os ramos naturais, também não te poupará”. 

  • 1 Rs 6.18 - Dentro do Templo tudo era de cedro. Esta árvore representa aquele que teve um encontro real com Deus. 
 1). CEDRO (בַּאֲרָזֶֽיךָ)( אָ֫רֶז )- A Tenacidade, a Retidão e a Força. (DOUTRINA) O cedro não cresce rápido (Nos três anos de vida, ele alcança apenas 5 cm, mas as suas raízes crescem até 1,5 m de profundidade - Suas raízes buscam água no lençol freático), mas cresce seguro e sólido. Atinge até 40 metros de altura, pode sobreviver por séculos, e alcança entre 11 e 14 metros de diâmetro (Orlando Boyer). 
  • O cedro não teme as rochas (Para o cedro as rochas não são ameaças, são possibilidades). Se houver uma rocha no “caminho das raízes”, elas abraçam a rocha, e fazem da rocha uma oportunidade para continuar a crescer. 
  • O “cedro” não depende de “FATORES EXTERNOS”: Aprovação humana, popularidade, apadrinhamento, etc… O segredo da sua TENACIDADE está nas suas raízes. 
  • O crente que é “cedro” aprofunda suas raízes através da LEITURA e MEDITAÇÃO NA PALAVRA, na ORAÇÃO, no JEJUM, na SANTIFICAÇÃO e no AMOR. 
  • Rm 11.16b - “Se for santa a raíz também os ramos serão”. 
  • Rm 11.18 - Para aqueles que não veem importância em congregar assiduamente, ou em ser membro do corpo de Cristo vale o conselho do apóstolo Paulo: “Não te glories contra os ramos, porém se te gloriares, sabes que não és tu que sustentas a raiz, mas a raiz, a ti”. O “cedro” não vem visitar a casa de Deus. O salmista diz que ele é plantado na Casa do Senhor (Sl 92.13) 
  • O “cedro” não cresce nos pântanos, eles crescem na Casa do Senhor, e florescem nos átrios do nosso Deus. Ainda na velhice (Sl 92.14) darão frutos, serão cheios de seiva e de verdor. 
 2) CIPRESTE (Zc 11.2 - “Geme, ó cipreste […] - יָלַל בְּרוֹשׁ) - Exuberância, Imponência, Produtividade (ADORAÇÃO) Madeira utilizada para fazer instrumentos musicais. 


  • A adoração genuína sofre a ação das mesmas ferramentas que o Cipreste se submete: A PLAINA, A LIXA, o MARTELO. A ADORAÇÃO só tem valor se estiver no local correto, da forma correta, com objetivo correto. - O verbo “yalal” (gemei, lamentai, ou uivai) está no Hiphil, ou seja na forma CAUSATIVA: Uma causa que faz compreender. Is 55.13a - “Lugar do espinheiro, crescerá o CIPRESTE”. 
  • O CIPRESTE tanto pode servir para construir a Arca da Presença de Deus (Gn 6.14), quando pode ser usado para promover os ídolos (Is 44.15,17). 
 3) CARVALHOS DE BASÃ (Zc 11.2 - “Gemei, o Carvalhos de Basã … הֵילִ֙ילוּ֙ אַלֹּונֵ֣י בָשָׁ֔ן) - PROEMINÊNCIA e FORÇA (COMUNHÃO) - O carvalho mais antigo do mundo está em Portugal (Serra da Arábida) - 


  • A notoriedade deste carvalho não é de interesse dos botânicos, exatamente por causa da ameaça de incêndios (Uma parte deste carvalho já foi queimada) - Basã - hb. Solo fértil (Não é uma comunhão interesseira, barganhada, mas sim causativa) O verbo “yalal” (gemei, lamentai, ou uivai) está também no Hiphil, ou seja na forma CAUSATIVA: Uma causa que faz compreender. A comunhão só existe quando compreendemos a causa da edificação (1 Co 14.26 - “Hinos, Palavra de Instrução, Revelação, Línguas estranhas, Interpretação. Tudo visando à EDIFICAÇÃO.) Este “uivo” (lamentação é algo ONOMATOPOÉTICO - Um ADJETIVO que serve para exprimir os nomes pelo som. A justificativa para o “uivo” (ou grito): “O DENSO BOSQUE FOI DERRIBADO”. 
  • Valores invertidos. Em tempos difíceis (2 Tm 3.1) não podemos construir uma igreja fraca, com famílias fracas, com crentes fracos (Ef 6.10 - “Fortalecei-vos no Senhor e na força do seu Poder”).. 
  • Os nossos carvalhos não estão plantados em terra seca (Estão nos “átrios do Senhor) 2 Pe 1.10 - “Portanto, irmãos, esforçai-vos cada vez mais por firmar vosso chamado e eleição; porque, fazendo isso, não tropeçareis jamais”. 
  • 2 Pe 1.11 - “Pois assim vos será amplamente concedida a entrada no reino eterno do nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo”. Não vamos abrir as portas do Líbano para o fogo do pecado consuma nossas florestas (Não vamos perder o que nossos pais já conquistaram) Não vamos permitir que o fogo da sensualidade, da imoralidade, da cobiça, da soberba, do orgulho queime os cedros, os ciprestes e os carvalhos de Basã. 
  • Vamos resistir! Não podemos objetivar ouvir coisas agradáveis (2 Tm 4.3), mas sim Palavras que nos transportam do Império (gr. Exousía - Influencia, jurisdição, domínio) das Trevas para o Reino do Filho de Deus (Cl 1.13) 1 Tm 4.1, 2 - Quem alerta é o Espírito Santo: “Ele afirma expressamente (sem rodeios) que, nos últimos tempos, alguns se desviarão da fé e darão ouvidos a espíritos enganadores e a doutrinas de demônios, sob a influencia de homens mentirosos, que têm a consciência insensível”. 
  • Enquanto o Diabo arregimenta um “exército de pessoas insensíveis”, o Espírito Santo desenvolve naquele que dá lugar um “SELO DE SENSIBILIDADE” (Ef 4.30). 
  • A única coisa que pode consumir a força da igreja é o pecado. Declaremos uma guerra sem tréguas contra o pecado. E o Senhor nos dará Vitória! 
  •  Mensagem ministrada em 05 de junho - ADMMP - América Pr. Cézar Carrijo 
  •  O plano de Deus vai até o final. Deus te abençoe e guarde.

Sem comentários :

Assembleia de Deus "Ministério Missão aos Povos"

Assembleia de Deus "Ministério Missão aos Povos"

Pr. Cézar Carrijo e Missª Gláucia Carrijo

Pr. Cézar Carrijo e Missª Gláucia Carrijo

Mensagens populares

Me esforço para parecer com Jesus